O que chamou minha atenção na 29ª edição do Troféu HQMIX

A 29ª edição da premiação do Troféu HQMIX aconteceu na Comedoria do Sesc Pompeia, na zona oeste de São Paulo, – o que deu à festa um tom bem informal.

Apesar desta proximidade com artistas e organizadores, confesso que me senti um pouco deslocada… Era minha primeira vez na premiação de quadrinhos e foi estranho ver todos aqueles artistas e editores que só via nas páginas finais das HQs ali, pessoalmente, sentados na mesma mesa que eu 😀

Mas, vamos lá!

Capa2
Diogo Lima / Cachorro Solitário

O Troféu HQMIX é apresentado pelo Serginho Groisman, que também cuida da direção artística da premiação. E, entre a entrega de um prêmio e outro, o DJ MZK cuidava pra que ninguém ficasse entediado e, nos intervalos maiores, fomos presenteados com o ótimo jazz do Super Quarteto Barutti.

Nas boas-vindas da Comissão Organizadora, fomos apresentados ao projeto Efeito HQ – Uma prática pedagógica (que pode ser baixado gratuitamente!) e ao depoimento e homenagem a Jaguar. No palco, o cartunista falou sobre os tempos d’O Pasquim e contou como surgiram os Chopnics, cujos personagens inspiraram o artista plástico Olyntho Tahara a criar o troféu deste ano.

O que chamou minha atenção na 29ª edição do Troféu HQ Mix
Diogo Lima / Cachorro Solitário

Começamos então a entrega dos troféus propriamente dita, e a primeira cartunista a subir ao palco foi Bianca Pinheiro por Publicação Juvenil com Mônica – Força, acompanhada pelo Sidney Gusman, editor responsável pelas Graphic MSP, que já ficou por lá para receber o prêmio por Astronauta – Assimetria (Publicação de Aventura/Terror/Fantasia).

Um dos destaques foi o prêmio de Novo Talento – Desenhista para Mika Takahashi por Além dos Trilhos. Em seu discurso de agradecimento, ela dedicou o prêmio ao pai, Jo Takahashi, contando que ele sempre a levava às premiações do HQMIX e como este ambiente e o contato com tantas pessoas talentosas a inspiraram a se tornar também uma artista.

E este foi o tom de boa parte dos discursos, agradecimentos e dedicatórias feitas aos pais e mães, avós, namorados, irmãos, filhos etc. Mesmo quando o agradecimento era feito para algum artista ou editor, era sempre num tom de que ali estão todos em casa, como em família. O que evidenciou como a nona arte, como qualquer outra arte, floresce onde há incentivo e abertura e, também, como este amor pode sim ser passado de geração para geração.

O que chamou minha atenção na 29ª edição do Troféu HQ Mix_2
Diogo Lima / Cachorro Solitário

Outro destaque foi o prêmio de Colorista Nacional para Cris Peter por Astronauta – Assimetria e Memórias do Mauricio. Cris já havia feito a coloração das outras duas edições de Astronauta – Magnetar e Singularidade – e dedicou o prêmio para todas as meninas que fazem e que querem fazer quadrinhos, aumentando assim a diversidade nesse mercado, tanto nos personagens quanto nas profissionais que sobem ao palco. E foi obviamente ovacionada por todos na plateia ;D

Um dos pontos que chamou minha atenção foi a quantidade de prêmios que foram para publicações independentes – por editoras menores e/ou patrocinadas por financiamento coletivo através de sites como Catarse, Patreon etc. Alguns destes foram: A Última Bailarina Contra-Ataca (Publicação de Humor para Guilherme de Sousa), Linha do Trem (Web Tira para Raphael Salimena), The Hype (Publicação Independente – Edição Única para Marcel Ibaldo e Max Andrade), Opala 76 (Publicação Independente de Autor para Eduardo Ferigato) e São Paulo dos Mortos – Vol. 3 (Publicação Independente de Grupo para Daniel Esteves (roteirista) em colaboração com vários ilustradores).

O que chamou minha atenção na 29ª edição do Troféu HQ Mix_3
Diogo Lima / Cachorro Solitário

Também foi interessante saber que o Troféu HQMIX não vai só para quadrinhos, mas também para produções em outras mídias que enriqueçam e ajudem a divulgar esta arte no Brasil. Destaco, por exemplo, a Homenagem aos 10 anos do Guia dos Quadrinhos, site que funciona como uma Wikipedia dos quadrinhos; e também o prêmio de Grande Contribuição para o Curso Básico de Histórias em Quadrinhos – Modalidade EAD que visa contribuir para a formação de profissionais ligados à produção de HQs no Ceará, fortalecendo este segmento do mercado cultural, mas também contribuindo para levar os quadrinhos para a educação ao mesmo tempo em que educa para os quadrinhos – nas palavras de Raymundo Netto, um dos idealizadores do curso.

Como podem perceber, foi uma noite muito interessante e divertida, mas, infelizmente, não pude ficar até o final… Porém, foi mais do que o suficiente para deixar um gostinho de “quero mais”, então já estou me preparando para a edição do ano que vem, a 30ª, e tenho certeza que a festa fará jus à comemoração!

Você pode conferir a lista completa dos vencedores aqui (http://hqmix.com.br/blog/noticias/vencedores-do-29-trofeu-hqmix/)


Para saber mais sobre:

Troféu HQMIX (http://hqmix.com.br/)
Efeito HQ – Uma prática pedagógica (http://efeitohq.com/)
Jaguar (http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa1734/jaguar)
Bianca Pinheiro (http://bianca-pinheiro.tumblr.com/)
Sidney Gusman (https://www.instagram.com/sidney_gusman/?hl=en)
Mika Takahashi (http://mika-takahashi.tumblr.com/)
Cris Peter (https://crispeterdigitalcolors.com/)
Guia dos Quadrinhos (http://www.guiadosquadrinhos.com/)
Curso Básico de Histórias em Quadrinhos – Modalidade EAD (http://fdr.org.br/uane/hqceara/)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s