Fuzuê Nerd: como foi e como será?

A primeira edição do Fuzuê Nerd foi em 2019, no feriado do dia 15 de novembro. Sim, este texto demorou a ser postado (mais do que deveria, talvez), mas, em compensação, já está confirmada a segunda edição do evento. Ou seja, podemos comentar como foi a experiência do ano passado e também anunciar os preparativos dos organizadores para essa versão 2.0. 

cabruuum (5)

Então, como foi em 2019?
A chegada ao local do evento foi bem tranquila. O Fuzuê Nerd ocorreu em São Paulo, no Novotel Jaraguá (dentro do hotel mesmo), ao lado do Estadão Lanches, famoso pelos sanduíches de pernil. Costumo usar lugares que vendem comida como referência rs, mas também é importante mencionar que fica a 400 metros da estação Anhangabaú =)

Começou às 13h com a participação de mais de 60 artistas, presença de produtores de conteúdo sobre quadrinhos (gibitubers, instagrammers, entre outros canais), lojas geek e pouquíssimas editoras. Todos os visitantes pareciam bem recebidos no andar do evento, assim como nós fomos (Paulinha e Victor).

O custo da entrada era de R$ 29 (no lote promocional), R$ 35 (no primeiro lote) e R$ 45 (pós-primeiro lote). Estávamos cadastrados como imprensa.

Com uma programação de palestras a dar inveja a outros eventos de quadrinhos, três mesas de debates aconteciam simultaneamente com temas diferentes, relevantes e com participantes que pareciam fugir da zona de conforto (algumas pessoas são figurinhas conhecidas por serem convidadas a falar sempre sobre os mesmos determinados assuntos e o Fuzuê mexeu positivamente um pouco com isso, mesclando o know-how desses artistas). A ótima curadoria das palestras ficou por conta de Gabriela Borges, do site Mina de HQ.

cabruuum (2)
lefferson Costa, Cassius Medauar, Marcello Quintanilha, Amanda Miranda e Marília Marz
cabruuum (3)
Editores na palestra mediada por Vinicius, do canal 2Quadrinhos

 

Alguns dos temas debatidos no dia:

  • TUDO É POLÍTICA, INCLUSIVE OS QUADRINHOS: O discurso político nos quadrinhos ultrapassa as discussões sobre o Governo e estão também em questões estruturais e interseccionais sobre raça, classe, gênero e orientação sexual;
  • OS MELHORES QUADRINHOS NACIONAIS DE 2019, com vários editores reunidos;
  • PERSPECTIVAS URBANAS: o dia a dia como um grande pano de fundo arquitetônico e social;
  • REGISTROS HISTÓRICOS EM QUADRINHOS: a historiografia sempre esteve presente nos quadrinhos. Quadrinhos como fonte de pesquisa, retrato e relato histórico.

A figura de um organizador de debates teria sido importante na orientação das salas, tanto para visitantes quanto para palestrantes. Em um dos painéis, a falha de comunicação prejudicou o início do bate-papo com um convidado a mais do que o previsto oficialmente. Outros painéis, como o dos editores, tiveram convidados a menos.

cabruuum (1)
Rafael Calça, Thiago Carneiro e Helô D’Angelo

Um dos auditórios, o principal, dividia espaço com a área dos artistas. Esse foi um grande problema, pois a disposição dos corredores estava apertada e algumas pessoas chegaram a sentar no chão para acompanhar o papo, interrompendo a passagem de quem queria olhar de perto os quadrinhos. 

Uma última observação: faltaram opções para comprar água e comida, o que estimularia os visitantes a passar mais tempo no evento. 

Perrengues de uma edição Beta que pode melhorar já no próximo Fuzuê. O organizador geral é Douglas Freitas, editor da Skript e sócio da Comic (Con) Floripa.

E o que confirmaram para 2020?

Serão dois dias de Fuzuê, 7 e 8 de março, das 13h às 20h. No mesmo local da primeira edição, no Novotel Jaraguá, localizado na rua Martins Fontes, 71. Você sabe, ao lado do Estadão Lanches =D

WhatsApp Image 2020-01-13 at 14.37.25
A promessa é de mais de 70* artistas no Artist’s Alley, presença das principais editoras do país (com descontos exclusivos e acima de 30% do preço de capa), concurso de cosplay, cospobre, lojas com produtos geek, lançamentos, bate-papos e palestras com youtubers, podcasters, jornalistas, quadrinistas e editores.

Alguns convidados já foram anunciados pela organização, como Marcelo D’Salete, vencedor dos prêmios Eisner, Jabuti e Troféu HQ MIX. A relação completa você confere no site e nas redes sociais do Fuzuê. 

Os ingressos do primeiro lote custam R$ 15/dia ou R$ 25 para os dois dias. 

* A assessoria atualizou o número para 140 artistas [Post atualizado em 20/01, às 11h25]

________________________

Para quem quiser saber mais:

Site: www.fuzuenerd.com.br
Facebook: www.facebook.com/fuzuenerd
Instagram: www.instagram.com/fuzuenerd
Ingressos: https://www.sympla.com.br/fuzue-nerd-2020—2-edicao-sp-sabado-e-domingo__745345

Um comentário em “Fuzuê Nerd: como foi e como será?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: